quinta-feira, 22 de junho de 2017

SporTV erra ao anunciar a vencedora da Maratona Caixa do Rio 2017

Por Luciana Peixoto
Rio de Janeiro –R J

O diagnóstico de DEPRESSÃO assusta qualquer um.

Alguns ignorantes acham frescura, porem só quem vive com o diagnóstico ou com uma pessoa que passa pelo problema sabe como é difícil. Principalmente quando esse alguém é uma mulher nova, bem casada e com filhos maravilhosos.

“Meu Deus, vou viver a base de remédios para não enlouquecer!” Essa é a frase que constantemente martelava em minha cabeça. A vergonha passa a fazer parte da vida porque a sociedade rotula o depressivo como um louco descontrolado.

Eu vivi isso. Eu conheço bem essa realidade.

O primeiro passo para a cura foi a conscientização de que estava doente e precisava de ajuda. Abrir meu coração e minha mente ao médico admitindo medos, fraquezas e frustrações foi a parte principal e mais difícil do tratamento.

Já na primeira consulta ele entrou com as medicações para depressão: remédio antidepressivo, remédio ansiolítico, remédio para dormir, remédio para ficar acordada, remédio, remédio, remédio e etc...Justamente eu que nunca gostei de remédio passei a conviver com um monte deles.

Com 6 meses de tratamento seguindo a risca o que o psiquiatra me dizia, fazendo acompanhamento com uma psicóloga e recebendo muito carinho da minha família eu já me sentia curada. Porém o médico impôs uma condição para tirar os medicamentos: que eu praticasse alguma atividade física. Foi dessa maneira que a corrida de rua entrou na minha vida.

Na época eu trabalhava com um rapaz adepto as corridas de rua e tinha duas amigas que também curtiam.
Comecei a caminhar. No primeiro dia 10 minutos, depois 20 minutos, 40 minutos e 1 hora e etc...

A caminhada ficou chata. Passei então a intercalar caminhada com corrida. Comecei com 5 minutos de caminhada com 1 minuto de corrido. Até que consegui correr 10 minutos diretos. Que vitória! Que alegria!

Meu primeiro obstáculo apareceu: como fumante por 20 anos não conseguia progredir. A falta de ar era maior que minha força de vontade. O que fazer? A resposta foi simples: parar de fumar. E foi o que fiz. Nesse momento já não tomava mais remédio para depressão e me livrei da nicotina.

A partir daí vieram os primeiros 5 Km, os primeiros 10 Km e os primeiros 21 km. Parar por aí? De jeito nenhum. Venci a depressão e venci a nicotina. Quero vencer os 42 km e ser uma MARATONISTA.

Foram 6 meses de treinos, alimentações balanceadas e 13 Kg a menos na balança. Minha família, meus amigos do cotidiano e parceiros de trabalho não me aguentavam porque meu único assunto era corrida, tiros, treinos intervalados e longões. Pensei em desistir algumas vezes porém a força que recebi de amigos e pessoas que nem imaginei que pudessem estar acompanhando meus treinos foi fundamental para eu seguir em frente e trazer para minha vida esse tão sonhado título de MARATONISTA.

A corrida não foi fácil. Pelo contrário, muito mais difícil do que imaginei. Cheguei muito, mais muito próximo do meu limite. 

Durante o final da corrida eu chorei muito. Chorei de dor e angústia por medo de não conseguir completar a prova. Eu não queria decepcionar a ninguém e principalmente a mim mesma. Do Km 38 ao Km 42 eu parei de sentir qualquer coisa. Meu joelho chegou ao seu limite, meus pés ficaram dormentes e eu só ouvia o som das minhas lágrimas. Completei os últimos 4 Km flutuando. Achou estranho? Mas foi estranho. Eu não sentia mais meus pés tocarem no chão. Até que o choro foi transformado em lágrimas de alegria. Cruzei a linha chegada e comemorei a minha vitória.

Se alguém me disser que a vencedora da Maratona Caixa do Rio 2017 foi Ednah Mukhwana eu vou dizer que não. Ela foi a ganhadora, porque a vencedora foi LUCIANA MAIA PEXOTO.

Venci a depressão, venci o cigarro e venci a Maratona. Meu maior prêmio foi a vida.

Você tem um sonho? Corra atrás atrás dele porque se você quer, você pode e com certeza irá conseguir.

Obrigada a todos pelo carinho.

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Há poucos centímetros da linha de chegada...

Correr uma Maratona é uma experiência incrível que os atletas pelo mundo desfrutam. A expressão estampada em suas faces no momento em que cruzam a linha de chegada, pode ser de alegria ou de sofrimento, mas está sempre próxima de um êxtase, é sempre uma vitória, de superação. Só um atleta bem condicionado fisicamente escolhe a Maratona para testar seus limites nos 42.195 metros de corrida.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

Competição nº 396 - 15ª Edição da Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro 2017

Distância: 42,195 Km;
Tempo: 3 horas 11 minutos 30 segundos;
Local: Recreio dos Bandeirantes ao Aterro do Flamengo;
Colocação Geral: 124;
Colocação Faixa Etária: No site do resultado não aparece;e
Total de Corredores: 11.000 Corredores.
Foi realizado nesse Domingo dia 18 junho 2017 a 15ª edição da Maratona Caixa da Cidade do Rio de Janeiro, com as seguintes distâncias: 42 Km, 21 Km e 6 Km, provas realizada pela Spiridon Eventos.

Correr essa maratona para mim é especial, ainda mais que ela ressuscitou no ano de 2003 e foi justamente nesse ano que foi a minha estréia em Maratonas, por isso tenho muito carinho por ela e nesse domingo completei 15 edições e espero que Deus possa continuar me abençoando com muita saúde para que eu continuar correndo essa bela prova por muitos anos. Inclusive esse ano participei da palestra da maratona onde pude mostrar a primeira camiseta da primeira edição dessa prova e também às 14 medalhas dessa prova, os corredores que assistiram a palestra gostaram muito. Também rolou uma entrevista na praia de Copacabana para o Jornal O Globo falando de minha superação de vida nas corridas e falando da própria maratona.
Na palestra
Entrevista para o Jornal O Globo
O domingo amanheceu perfeito fazendo uma temperatura amena, depois ao rolar da maratona o tempo esquentou um pouco, fui de uber com alguns amigos para à largada, chegamos no local da prova por volta das 6:30h onde já se encontrava muitos corredores.
Kit da Maratona
Dessa vez puder estar tanto na largada como na chegada ao lado de grandes feras do atletismo participando da área vip do evento e tomar aquele delicioso café da manhã. O bom disso que não precisei ficar no meio da multidão na largada, o que deu para fazer um bom aquecimento e à largada tranquila, ficamos bem colados atrás dos corredores de elite na largada.
Antes da largada
Na largada falei com uns amigos desejando boa sorte e depois procurei ficar bem concentrado para fazer uma boa prova. Às 7:30h em ponto soou a buzina, apertei o lap do GPS e o meu MP3 e lá foram os gladiadores correndo na arena, cada um com seu objetivo, o meu era de baixar o tempo e tentar um Sub 3 horas, procurei largar bem forte e durante o percurso alguns que me passavam veloz, eu não deixava o ritmo cair, ia acompanhando os mais velozes. Penso no seguinte o corredor tem que ser audaz caso queira conseguir um bom resultado e desde que comecei a correr sempre fui assim e tenho alcançado bons resultados.
Correndo pela Orla da Barra 
Corremos em direção a Praia da Macumba no Recreio, o primeiro Km bateu na casa de 3min 55seg muito forte, corremos por uns 2 Kms, onde fizemos o retorno e passamos pelo pórtico de largada novamente. Corremos por toda extensão das orlas da Reserva do Recreio, Barra da Tijuca, São Conrado, ao descer pelo Leblon senti uma fisgada na coxa interna, mas nada grave e não me abati, continuei em frente, passei por Ipanema, mas quando chegou em Copacabana bateu um vento forte contra que prejudicou a velocidade e que fez reduzir o ritmo da prova e no final dela os amigos da Equipe FOCA estavam lá ajudando os amigos de sua equipe e quando passei por eles me ofereceram um copo de coca cola geladinho não exitei peguei, agradeci e continuei correndo, passei por Botafogo e quando avistei o Aterro do Flamengo faltando uns 3 Kms para terminar liguei o turbo, mas pelo fato acontecido do vento contra em Copacabana já era tarde o Sub 3 horas, mas mesmo assim a cada passada que eu dava já procurava não deixar o ritmo cair cruzando o pórtico de chegada em 3 horas 11 minutos 30 segundos, bastante cansado devido o ritmo imposto e assim concluí a 15ª Maratona do Rio muito feliz.
Segue minhas parciais por Km:
01° Km3 min 55 seg;
05° Km4 min 14seg - 20 min 20 seg;
10° Km4 min 34 seg - 42 min 12 seg; 
15° Km4 min 17 seg - 1 hora 03 min;
21° Km4 min 26 seg - 1 hora 30 min;
30° Km4 min 23 seg - 2 horas 12 mine;e
42° Km4 min 34 seg - 3 horas 11 min 30 seg.
Correndo pela Orla da Barra 
Passando por Copacabana e recebendo aquela coca geladinha

Correr com esse visual não tem preço
Momento de agradecimento
Mais uma missão cumprida!
Avaliação da Prova:
Inscrição: R$ 120,00 reais. A minha foi gratuita...Ponto positivo;
Kit:  O kit foi distribuído no Centro de Convenções Sul América no bairro Cidade Nova - Centro do Rio três dias antes. Recebemos: 1 sacola de nylon, 1 camisa de dry fit, 1 chip descartável, 01 número com outro chip colado,04 alfinetes, 01 viseira, 01 revista com informações sobre a prova, 01 pacote de macarrão, 01 Saco grande para guardar nossos pertences no guarda volumes, 01 pacote pequeno de biscoito, não houve nenhum problemas na retirada...Ponto positivo;
Guarda volumes: A organização disponibilizou na largada vários ônibus enumerados para guardar os nossos pertences, tanto na entrega como na devolução não tive problemas algum...Ponto positivo;
Altimetria da prova: Leve, apenas com duas leves subidas no túnel do Joá da Barra da Tijuca e na Av. Niemayer...Ponto positivo;
Percurso da prova: Um belo visual de tirar o fôlego, pois largamos na Praia do Recreio onde fomos correndo ida e volta até a Praia da Macumba uns 3 Kms e retornamos pelo pórtico de largada passamos correndo pela Reserva do Recreio, Barra da Tijuca, São Conrado, Av. Niemayer, Leblon, Ipanema, Copacabana, Botafogo e finalizando no Aterro do Flamengo. Durante o percurso teve as placas de Kms, o trânsito foi fechado pela Guarda Municipal, durante o percurso tinha vários staffs...Ponto positivo;
Posto de hidratação: A organização disponibilizou área vip para os Corredores de Elite e Convidados com um água, sucos e café. Durante o percurso disponibilizou vários postos de água com copos e saquinhos de gatorade gelados que até perdi a conta quantos postos tinham...Ponto positivo;
Posto médico: A organização da prova disponibilizou na largada, durante o percurso e na chegada várias ambulâncias com médicos e enfermeiros...Ponto positivo;
Banheiros: A organização disponibilizou vários banheiros químicos, na largada, no percurso e na chegada...Ponto positivo;
Lanche: A organização disponibilizou área vip para os Corredores de Elite e Convidados com um ótimo café da manhã, com pães, bolos, frutas, água, sucos e café. A concluirmos a prova a recebemos 01 sacola pequena plástica contendo 2 bananas, 01 tangerina, 01 barra de cereal, 02 copos dágua e 01 garra de gatorade...Ponto positivo;
Premiação na Faixa Etária: A organização ainda premiará os 3 primeiros colocados das faixas etárias no Masculino/Feminino de 5 em 5 anos com troféus e dinheiro...Ponto positivo;
Medalha de participação: Todos os atletas que cruzaram a linha de chegada de forma legal, receberam um lindo medalhão de metal e grande vazada na frente vindo escrito o nome da prova com um desenho de um corredor cruzando a linha de chegada, data da prova, desenho do Pão de Açúcar, vindo escrito também 15 anos, vindo escrito 42 Kma, atrás vindo escrito os nomes dos patrocinadores da prova e vindo com uma linda fita personalizada com o nome da prova...Ponto positivo;
Resultado da prova: A prova foi cronometrada pela Chiptiming e o resultado encontra-se no site e também após a realização da prova a Chiptiming nos enviou um SMS nos parabenizando e tempo realizado...Ponto positivo;e
Prova: Como mencionado lá em cima já são 15 anos correndo essa prova, foi nela eque estreei e não tem como deixar de correr, pois a mesma tem um visual de tirar o fôlego e para quem ainda não correu essa prova recomendo a todos correrem. Agradeço ao João Traven, Carlos Sampaio da Spiridon Eventos e a Fernanda Villas Bôas da Agência In Press Media Guide pelo apoio e por nos proporcionar uma prova fantástica que a cada ano vem crescendo...Muito obrigado!!!

Parabéns a todos que correram essa prova, nos vemos na próxima linha de largada.🏃🏃🏃
trel

quarta-feira, 14 de junho de 2017

Maratona do Rio: Em busca da 15ª medalha

Bom estamos há poucos dias da realização da 15ª edição da Maratona Caixa do Rio, a mesma acontecerá no dia 18 junho 2017. A Maratona do Rio de Janeiro possui um dos percursos mais belos do Brasil. São 42 km praticamente planos e predominantemente na orla marítima. Poucas provas no país são tão propícias para uma estreia na mítica distância. Ela é uma das principais maratonas realizada no Brasil. A Maratona do Rio teve a sua 1ª edição realizada em 1979, pelo corredor e jornalista José Ignácio Werneck sendo interrompida em 2000. Por 2 anos (2001 à 2002) à mesma não foi realizada e para alegria de todos os Corredores no ano de 2003 a Spiridon Eventos ressuscitou a Maratona do Rio.

Com um percurso diferente da antiga, agora à largada acontece no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste da cidade do Rio, onde corremos pela Reserva do Recreio, Barra da Tijuca, São Conrado, Leblon, Ipanema, Copacabana e com a chegada no Aterro do Flamengo, na zona sul, é uma maratona com o percurso considerada fácil, mas se fizer calor no dia, para quem não está acostumado com o calor e umidade vai penar.
Então cansado de correr pequenas distâncias em 29 junho 2003, foi a minha estréia em Maratonas e não poderia ser melhor do que correndo no Rio, pois a maioria do percurso corremos ao lado das orlas das praias e contemplando a natureza...show. Concluí a minha primeira maratona e feliz da vida em 3h 18min 02seg. Sendo que nessa maratona tenho 2 Sub 3 horas, no ano de 2005 concluindo em 2h 53min 33seg e no ano de 2009 concluindo com 2h 59min 14seg.
A Maratona do Rio ao longos dos anos fez tanto sucesso, vindo corredores de toda parte do Brasil e também vindo corredores estrangeiros, que agora além da prova principal, outras duas corridas de rua são disputadas simultaneamente como parte do evento, a Meia Maratona da Cidade do Rio de Janeiro, com à largada na Barra da Tijuca e chegada no Aterro do Flamengo e a Family Run, prova de 6 km realizada no próprio Aterro.

Nos vemos na linha de largada!!! 🏃🏃🏃

sábado, 10 de junho de 2017

Competição nº 395 - XXX Corrida da Barra

Distância:  26,6 Km;
Tempo:  2 horas 46 min 48 seg;
Local: Vila Militar de Deodoro à Barra da Tijuca - Rio de Janeiro;
Colocação Geral:  Não houve;
Colocação Faixa Etária:  Não houve;e
Total de Corredores:  920 Corredores (Entre Miltiares e Civis).
Em comemoração ao aniversário do 8° Grupo de Artilharia de Campanha Paraquedista essa unidade militar situada na Vila Militar de Deodoro realizou na madrugada de Sexta-feira do dia 9 junho 2017 à XXX Corrida da Barra.

Já é uma tradição essa corrida, pois o Exército realiza ela há 30 anos, sendo que até ano passado só era fechada para os Militares do Exército, esse ano as inscrições foram abertas para as demais Forças Armadas e Civis. O engraçado que sendo militar, só fiquei sabendo dessa corrida esse ano, se soubesse que existia teria solicitado permissão para participar da mesma em outra edições. Não é uma corrida competitiva, quando se dá à largada onde se tem o primeiro, segundo ou terceiro colocado geral na prova, mas sim onde todos largam juntos em pelotões e chegam juntos, inclusive o Coronel Comandante dessa unidade militar é quem vai na frente durante todo o trajeto puxando todos os pelotões.
Kit da prova
Bom como eu, Cadu e Casini moramos próximo ao local do evento (uns 2 Km) marcamos de sairmos de casa às 1h30min e fomos andando, chegamos no local por volta das 1:50h da manhã onde já se encontravam vários corredores. Adentramos dentro do quartel onde tinha uma mesa com café, suco, água e a famosa mariola (bananada) para todos os corredores.
Antes da largada
O Major Caciano com seus subordinados solicitou que todos entrassem em forma para contagem dos corredores e logo em seguida proferiu algumas palavras falando do evento, depois fomos para um pátio onde teríamos um aquecimento. Ficamos em forma, mas a vontade aguardando o aquecimento mas não houve, à largada atrasou alguns minutos a mesma foi marcada para às 2:30h da madrugada, mas foi dada às 2:40h da madrugada de Sexta-feira com uma bomba detonada e lá fomos todos nós correndo, no início do percurso estava escuro, como eu estava filmando o flash do celular estava ligado e acabou ajudando na iluminação, vários corredores adoraram, mas a frente um dos corredores caiu, não sei se ele pisou em algum buraco ou se algum outro corredor pisou nele, mas não aconteceu nada grave o mesmo se levantou e prosseguiu na corrida. Quando saímos do quartel, corremos toda a extensão da Vila Militar do Exército, com dois jipes do Exército indo na frente o ritmo da corrida ficou entre 6min à 6min30seg, muitos gostaram  do ritmo, mas uns não gostaram pelo ritmo devagar. Na maioria do percurso eu ia correndo de ponta a ponta filmando a galera correndo e todos cantando canções. No final da Vila lá pelos 4 Km chegamos num ponto de hidratação, nos hidratamos e prosseguimos em frente correndo e chegamos na Via Transolímpica, todos adoraram, porque pela primeira vez estávamos correndo nessa via que para mim já era a segunda vez que passava nela, pois antes da inauguração em 2016, eu e os amigos Ultraciclistas passamos por ela pedalando, pois é uma via com extensão de mais ou menos 24 Km que liga a Av. Brasil à Barra da Tijuca, inclusive até falei para muitos corredores o que faltou nessa via foi uma Ciclovia, seria muito bom ter construído uma para os Corredores e Ciclistas mas é lamentável que não construíram. Então corremos toda a extensão da Via Transolímpica, passamos pelo Parque Olímpico e chegamos na orla da Barra da Tijuca próximo do Posto 8 finalizando o percurso em 26,6 Km em 2h 46min 48seg. Tão logo terminei de correr peguei a minha medalha que tinha levado comigo e pus no pescoço, registramos algumas fotos, nos hidratamos com água, gatorade, sucos, ingerimos algumas frutas e quando clareou o Coronel Comandante dessa unidade militar proferiu algumas palavras para todos que estavam no evento, agradecendo a todos nós e logo após todos retornaram nos ônibus do Exército.
Correndo na Vila Militar do Exército
Correndo na Via Transolímpica
Pronto mais uma missão dada e cumprida!!!
Seção Amigos Virtuais que viraram Reais
Valeu Franco e Dario representamos bem a FAB com louvor
Valeu Major Caciano...Esse é o cara!
Valeu Vinicius
Valeu  Ten Pacifíco
Valeu Amigos do Gericinó
Avaliação da Prova:
Inscrição: R$ 50,00 reais. Feito presencial ou na conta do organizador da corrida...Ponto positivo;
Kit:  O kit foi distribuído para os corredores dois dias antes e no próprio dia da corrida no quartel do 8° GAC na Vila Militar do Exército em Deodoro, recebemos: 1 sacolinha de pano, 1 camisa de dry fit e a medalha da corrida, não houve nenhum problemas na retirada...Ponto positivo;
Guarda volumes: A organização disponibilizou um local para guardar os nossos pertences, sendo que eu não precisei utilizar o guarda volumes...Ponto positivo;
Altimetria da prova: Leve...Ponto positivo;
Percurso da prova: Largamos de dentro do quartel 8° GAC, corremos toda a extensão da Vila Militar do Exército, Via Transolímpica e finalizando na orla do Posto 8 na Barra da Tijuca. O trânsito foi fechado pelos batedores do Exército com motos e na Via Transolimpica foi fechado pelos funcionário dessa Via, também a cada Km o Exército colocou Staffs Soldados mostrando as placas de Kms...Ponto positivo;
Posto de hidratação: O Exército disponibilizou na largada dentro do quartel suco, café e bananada e durante o percurso 6 pontos de hidratação com água em copos fechados no Km 4, 9, 13 (água e suco em saquinho na Via Transolimpica), 17, 21 e na chegada água, sucos e gatorade...Ponto positivo;
Posto médico: A organização disponibilizou algumas ambulâncias móveis com Equipes Médicas na largada, durante o percurso e na chegada...Ponto positivo;
Banheiros: A organização disponibilizou vários banheiros químicos: na largada, no percurso Km 10 e na chegada...Ponto positivo;
Lanche: A concluirmos a prova a organização disponibilizou 3 barracas enormes com mesas com várias frutas (bananas, melancias, tangerinas, maçãs e melões)...Ponto positivo;
Premiação da prova: Não tem como avaliar esse item porque não foi uma prova competitiva;
Premiação nas Faixas etárias: Não tem como avaliar esse item porque não foi uma prova competitiva;
Medalha de participação: Ganhamos junto com o kit uma lindo medalhão de metal na frente vindo escrito o nome do 8° Grupo  de Artilharia de Campanha Paraquedista - Grupo Aeroterrestre, o desenho de um paraquedas e um canhão, atrás da medalha vindo escrito Casa dos Canhoneiros Alados - XXX Corrida da Barra, ano 2017, o desenho do avião da FAB que serviu para saltos dos paraquedistas alguns anos atrás que está estacionado dentro do quartel, símbolo dos paraquedistas e vindo com a fita personalizada escrita XXX Corrida da Barra...Ponto positivo;
Resultado da prova: Não tem como avaliar esse item porque não foi uma prova competitiva e não houve cronometragem; e
Prova: Gostei muito de correr essa XXX Corrida da Barra ao lado dos irmãos Militares e Civis, todos numa sintonia só. Foi uma Corrida diferente e bem legal de se correr. Recomendo a todos corredores a correrem a próxima edição. Parabenizo a todos militares do efetivo do 8° GAC PQDT pelo aniversário dessa unidade militar, agradeço pela brilhante organização dessa corrida, a logística foi show, agradeço a Via Rio por ter liberado o acesso para nós termos corrido na Transolímpica pela primeira vez depois de inaugurada e um agradecimento em especial ao Major Caciano do 8° GAC PQDT, esse posso dizer é o cara que não mediu esforços para a realização dessa corrida, foi atencioso com todos nós, juro que se fosse eu no lugar dele não teria tanta paciência como vi ele tendo com tantos corredores...rsss...Muito obrigado...Parabenizo também todos corredores que abrilhantaram esse evento e digo mais quem não foi perdeu.

Nos vemos na próxima linha de largada.🏃🏃🏃
estrel